O co-fundador do Google, Sergey Brin, enviou uma mensagem aos investidores após os resultados de 2017, nos quais observou que a demanda por poderosos computadores empregados na mineração de Ethereum e outras moedas criptográficas se tornou um dos principais fatores do “boom do computador”.

De acordo com Brin, vários fatores contribuíram para o aumento das tecnologias de computação em todo o mundo. Em primeiro lugar, é o “zumbido constante da lei de Moore”, segundo o qual o número de transistores colocados em um chip de circuito integrado dobra a cada 24 meses.

“O segundo fator foi o crescimento da demanda por computadores de alto desempenho com poderosas placas de vídeo para jogos e “surpreendentemente, para algoritmos de Prova-de-Trabalho compatíveis com GPUs usados ​​nas principais criptomoedas modernas, incluindo o Ethereum”, afirmou Brin.

No entanto, de acordo com o co-fundador do Google, nenhum desses fatores se tornou importante. Assim, o maior papel no “boom computacional” foi desempenhado pelo aprendizado de máquinas e pela utilização de grandes quantidades de tecnologias de dados necessárias ao desenvolvimento de sistemas de inteligência artificial capazes de dirigir carros, reconhecer rostos ou traduzir textos sem participação humana, assim como acredita Sergey Brin.

Vale ressaltar que anteriormente, o Google anunciou a proibição oficial de publicidade de ICOs e criptomoedas – que entrará em voga já em junho deste ano. Ao mesmo tempo, a gigante da Internet começou a desenvolver soluções de Blockchain de nuvens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.